18/05/2010

Dia Nacional da Luta Antimanicomial

Hoje , dia 18 de maio é também a data nacional da luta contra os manicômios, É o dia de reafirmar que não queremos mais hospícios em nosso país , já que esta é uma instituição ultrapassada, que não deve encontrar mais espaço nem respaldo em nossa realidade.
O movimento em prol da reforma psiquiátrica já alcançou algumas vitórias no Brasil. Já desospitalizou internos e reduziu o número de leitos em hospitais psiquiátricos. Mas há muito que se fazer ainda. anos. O Brasil de todos também precisa ser o Brasil dos portadores de sofrimento mental.
Do mesmo modo que o mundo aprendeu a conviver com os hansenianos, com os tuberculosos, cuja história relata episódios de rechaçamento social, agora é a vez da loucura encontrar seu lugar no mundo, e não mais no isolamento, que pode gerar ainda mais loucura, pois o homem esteja ele em que condições esteja, é e sempre será um ser social.
E infelizmente nobres colegas também nesta área a nossa rede está um CAOS!
Assim como acontece em outras unidades, os Centros de Atenção PSICOSOCIAL, os CAPS que vem se constituindo numa eficiente alternativa de tratamento aos pacientes psiquiátricos sem a necessidade de internação estão abandonados.
Nestas unidades não existem um termômetro, um aparelho para auferir a pressão arterial dos pacientes. Não existem faixas de contenção para serem usadas em casos de surtos dos pacientes, não são designados vigias ou guardas municipais para ajudar os profissionais que atuam nestas unidades.
Os incansáveis e responsáveis profissionais estão levando de casa termômetros aparelhos de pressão para realizar seus trabalhos. Lá também faltam medicamentos.
Como podem ver nobres colegas não estamos criando, inventando um CAOS. A saúde hoje em Campos está um caos em todos os setores. E seus gestores só falam e em obras, reforma obras físicas! Estamos precisando senhores, de reforma de conceito, está faltando humanização da rede de saúde, está faltando respeito com a vida, o bem mais precioso que nos foi concedido por Deus.

Pronunciamento feito hoje na Câmara Municipal ( 18/05/2010 )

Um comentário:

Rita disse...

È compromisso do serviço público e de cada um de nós retirar a loucura
do enclausuramento e do isolamento em que vive.
Precisamos perceber que a "loucura" não está só no outro e que, a medida em que negamos e a afastamos, exluimos do convívio social também a pessoa que dela sofrem.
Deixamos de perceber suas particularidades e beleza. Deixamos de trata-las como cidadãos
também.
Todos temos o direito de conquistar nossos desejos e de realizar-nos como pessoas.
Governo PENSE NISSO!

tia Rita