02/05/2011

Arquivo Público Municipal faz 10 anos e com identidade nova

No dia 15 de setembro do ano passado fiz uma indicação ao então prefeito Nelson Nahim, solicitando a concessão do nome do escritor e historiador, Waldir Pinto de Carvalho ao Acervo Público Municipal. A lei foi sancionada no final do ano passado.
Nos livros que Waldir Pinto de Carvalho escreveu, ao longo da vida, e, sobretudo, nas rádionovelas, a história de Campos e de sua gente foi sempre o grande cenário.  Há ainda uma razão muito pessoal para justificar a propositura deste projeto, que agora vira lei. O Arquivo Público Municipal é uma obra marcante da gestão do então prefeito, Arnaldo França Viana. A instituição que é guardiã de nosso acervo documental e histórico é o único do interior do Rio de Janeiro. Só existem outros dois Arquivos em nosso Estado, ambos na cidade do Rio de Janeiro – um estadual e outro municipal. Além de sua importância estratégia e institucional, o agora Arquivo Waldir de Carvalho, está sediado na última imponente construção jesuítica da região, o lendário Solar do Colégio.  Lá estão documentos da Câmara Municipal de Campos, cuja fundação remonta ao século XVII; do Poder Judiciário local e mais outras tantas raridades, entre as quais, a coleção histórica do terceiro mais antigo jornal do Brasil, O Monitor Campista. Fonte indispensável de pesquisa, o nosso Arquivo é garantia da preservação do nosso passado e, diga-se de passagem, é difícil encontrar no conjunto dos Municípios do Brasil, uma terra com tanta riqueza histórica como a nossa querida Campos dos Goytacazes. O papel do Arquivo é manter resguardado o passado, para que seja possível com os exemplos e lições de antes, projetar o nosso futuro.  De sua parte, o escritor Waldir de Carvalho, foi sempre incansável no cuidado com nossa história. Entre os livros que publicou, um, especialmente, é leitura obrigatória para curiosos em geral e pesquisadores e estudantes, em particular: Gente que é nome de Rua. Ali, o escritor revela biografias de figuras ilustres que emprestam seus nomes às ruas e logradouros públicos da cidade. Trabalho meticuloso, o livro revela curiosidades da vida de nossas celebridades e as razões que os levaram a figurar como homenageados.  Outra produção sua, as impagáveis radio novelas, na chamada época de ouro do Rádio, encantaram diversas gerações, nas décadas de 50 e 60, e também faziam alusões à nossa terra. Como se vê, o professor Waldir de Carvalho sempre trabalhou intelectualmente para perpetuar a história de Campos e nesse sentido, talvez não haja melhor lugar para abrigar seu nome, que o nosso Arquivo Público Municipal. A sanção de meu projeto de lei faz justiça a um homem que enquanto esteve no nosso convívio, foi o verdadeiro guardião de nossa Memória.
Segue abaixo o convite enviado por email pela Rafaela Machado do Arquivo Público e que muito me honra em estar presente neste momento importante para a cultura de Campos e para a família do saudoso Waldir Pinto de Carvalho: 

"Este ano o Arquivo Público Municipal irá completar 10 Anos e de nome novo, nome este dado pela Vereadora Ilsan Viana - Arquivo Público Municipal Waldir Pinto de Carvalho. Em virtude disso, encaminho em anexo os convites que dão conta das nossas comemorações. Em especial, o do dia 06 de Maio, data em que será festejado este novo nome - inauguração de placa comemorativa e encenação de novela do saudoso autor.
Esperamos poder contar com a sua presença.
Att.
Rafaela Machado
Arquivo de Campos"

Um comentário:

Candy Phoenix disse...

Ilsan, Parabéns pelo blog e por seu trabalho e atuação política. Aliás, enviei um email para você sobre meu interesse em realizar uma entrevista com vc para meu trabalho de dissertação. Se possível, gostaria que me confirmasse o melhor dia e horário pra vc. Abç, Priscilla Couto